Centro Cultural Amizade, em Guiné-Bissau: cooperação internacional e mobilização social.

escola_guinebissau_01b

Centro Cultural Amizade São Paulo, em Guiné-Bissau. Foto: Divulgação – IAB.

texto de Fabiano Sobreira (*)

Em 2009 um grupo de jovens da Comunidade São Paulo, em Bissau, capital de Guiné-Bissau, enviou uma carta à Fundação Gol de Letra solicitando ajuda para construir uma escola. Surgiu daí a cooperação internacional que teve a participação de várias instituições dos dois países, entre elas do Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento Distrito Federal (IAB-DF), responsável pelo concurso para a escolha do projeto, promovido em 2010 (Concurso Nacional de Arquitetura – Uma Escola para Guiné-Bissau).

Coordenei o concurso ao lado do arquiteto Thiago de Andrade, em uma experiência até hoje única: um concurso totalmente em meio eletrônico, inclusive o processo de julgamento, realizado à distância, com a participação de importantes nomes da arquitetura da América Latina: os arquitetos brasileiros Alvaro Puntoni, Francisco de Paiva Fanucci, Jaime Gonçalves Almeida , Marcelo Morettin e Sylvio de Podestá; o arquiteto colombiano Daniel Bonilla e o arquiteto paraguaio Solano Benitez. Participaram 83 equipes e o projeto vencedor é de autoria dos arquitetos Bruno Giugliani, Cintia Gusson Etges e Karen Bammann, de Porto Alegre.

O sucesso da cooperação internacional e da mobilização social foi ratificado em novembro de 2014, com a inauguração do Centro Cultural Amizade São Paulo, em Bissau. Apesar das dificuldades políticas e de um Golpe de Estado em 2012, o centro foi construído, por meio de mutirão (como previsto no concurso) e inaugurado. Hoje abriga diversas atividades culturais e sociais da comunidade.

Continuar lendo

Concursos de Arquitetura no Brasil: 2005 a 2014. Entre o potencial e o real.

Figura 01 - Concursos - Obras Construidas

Quatro das sete obras construídas resultantes de concursos realizados entre 2005 e 2010. De cima para baixo: Sede da Fundação Habitacional do Exército – Brasília; Sede do SEBRAE – Brasília; Sede do CREA – Campina Grande; Complexo Trabalhista do TRT da 18a Região – Goiânia. Fonte: concursosdeprojeto.org.

Concursos de Arquitetura no Brasil: 2005 a 2014. Entre o potencial e o real. (*) por Fabiano Sobreira (**) e Vanessa Cristina (***) Continuar lendo

Esclarecimentos sobre o Concurso para o Anexo do BNDES, no Rio de Janeiro.

BNDES

Esclarecimentos sobre o Concurso para o Anexo do BNDES, no Rio de Janeiro

por Carlos Roberto Lopes Haude
Superintendente – Área de Administração – BNDES

O BNDES necessita construir um Anexo ao seu Edifício no Rio de Janeiro (EDSERJ) e, para tanto, decidiu realizar a seleção do Anteprojeto para o Anexo por meio de um Concurso Público de Arquitetura, buscando manter a tradição iniciada com a construção do EDSERJ, marco arquitetônico do Rio de Janeiro e também considerando que a realização de concursos promove a arquitetura de qualidade, incentiva a aplicação de novas tecnologias construtivas e revela novos talentos.

Continuar lendo

Concursos de Arquitetura: um impasse jurídico

Concursos de Arquitetura - Impasse Juridico - Fabiano Sobreira

CONCURSOS DE ARQUITETURA: UM IMPASSE JURÍDICO
O Tribunal de Contas da União contra a qualidade da arquitetura pública ? [1]

por Fabiano Sobreira (*)

A polêmica em torno do Concurso para a Sede do BNDES no Rio de Janeiro, lançado em fevereiro de 2014, como diz o jargão popular: “é apenas a ponta do iceberg”. As discussões em torno do concurso apenas revelam um impasse jurídico decorrente de decisões recentes do Tribunal de Contas da União (TCU) e que, já há alguns anos, têm colocado em risco os concursos de arquitetura enquanto modalidade de contratação na Administração Pública. Continuar lendo