OMA vence concurso para a Prefeitura de Roterdã – Holanda

Há algumas semanas anunciamos os projetos finalistas de um concurso para a nova sede da Prefeitura de Roterdã, na Holanda. O projeto vencedor é do escritório holandês OMA (Office of Metropolitan Architecture), em parceria com Werner Sobek e ABT como consultores na área de engenharia e tecnologia. Além do programa administrativo da Prefeitura, o complexo incluirá outros usos, como serviços e residências.

De acordo com a comissão julgadora, o projeto do OMA “foi uma combinação perfeita de inovação e adequação ao contexto”.

O projeto do OMA foi concebido como um edifício modular constituído de unidades que se repetem e que são recuadas gradualmente em relação à rua e que crescem de forma irregular. A idéia, segundo os arquitetos, é permitir máxima eficiência e versatilidade, tanto na construção quanto no programa: as unidades podem ser adicionadas ou suprimidas da estrutura em função das mudanças na demanda por espaços, sejam de escritórios ou residências. Além disso, terraços verdes nos níveis mais altos oferecem a possibilidade de apartamentos com jardins, em meio ao núcleo urbano da cidade.

Ainda segundo os arquitetos:

“Mais do que um edifício, trata-se de uma nova proposta de condição urbana – uma simulação do perfil da cidade, no próprio edifício. O projeto procura criar uma mediação entre a estrutura existente da Prefeitura atual e os outros edifícios vizinhos. Por meio de uma ambiguidade intencional, o projeto mergulha em meio à diversidade arquitetônica de períodos diversos, incorporando escalas e estilos presentes no entorno imediato.”

________________________________________________________________________________________

Fonte: bustler.net

6 respostas em “OMA vence concurso para a Prefeitura de Roterdã – Holanda

  1. O Brasil poderia ter como exemplo, essa preocupação com a integração dos usos; nós poderiamos deixar facilmente essa mania de setorizar,e sim permitir o acesso de tudo a todos, pelo pouco que se pode perceber desse projeto a intregração com o meio é feita de maneira sutil e notavelmente útil com relação aos usos do edifício.

  2. “Trata-se de uma nova proposta de condição urbana – uma simulação do perfil da cidade, no próprio edifício.” Desde a primeira olhada é perceptivel que a volumetria do edificio é inspirada na cidade, um bom projeto que utilizando-se de residencial junto com a parte publica, cria uma utilidade permanente durante todo o dia.

  3. muito interessante quando é colocado residencial junto ao programa público, digo, usar a estrutura para diversos programas. Um maneira, no meu ponto de vista, muito inteligente para se aumentar a densidade da área, e assim toranando a estrutura ativa 24hs por dia.

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s