Concurso – Parque da Tamarineira – Recife – Primeiro Lugar

1° Lugar  – Recife/PE

Equipe:

Arquitetura: Celso Sales, Luciana Raposo, Carmen Cavalcanti, Manuela Maia

Estudo Urbanístico: Mariana Ribas

Paisagismo: Christoph Jung

______________________________________________________________________

Referência nacional em serviços psiquiátricos desde fins do século XIX, o Hospital Ulisses Pernambucano e seu lote densamente arborizado confundem-se com a história e a paisagem da Zona Norte do Recife. A evolução dos estudos médicos, as exigências da Reforma Psiquiátrica e o interesse de diversos setores da sociedade em apropriar-se daquele espaço levam este conjunto a um momento de transformação: o Parque da Tamarineira, agora desapropriado, tem o compromisso de abrir-se à cidade, desmistificar a loucura e oferecer à população lazer, cultura e educação ambiental, tudo isto convivendo com atividades hospitalares.

A fim de evitar a segregação espacial e garantir comunicação fluida e direta, as intervenções realizadas buscam clarificar a leitura do Parque e das construções históricas mais significativas através da remoção de barreiras e anexos sem qualidade arquitetônica. Dois grandes eixos – que funcionam como largos passeios públicos – estendem-se desde a entrada principal do Parque, na Avenida Rosa e Silva, até a “Matinha”, valioso exemplar de biodiversidade preservado há décadas. Entre estes eixos, um labirinto de vegetação arbustiva faz alusão à complexidade dos percursos da mente humana e constitui-se no elemento paisagístico mais forte do projeto: sua estrutura abrigará obras de arte, bancos, espelho d’água e peças interativas que estimularão o caminhar e a descoberta. Extensos gramados remontam a antiga atmosfera de Sítio, de Pomar Urbano, enquanto playgrounds e equipamentos destinados à prática de exercícios físicos dão dinâmica aos diversos setores do Parque.

O acesso ao Parque também poderá ser feito pela Avenida Norte, o que facilitará a circulação de pedestres entre esta avenida e a Rosa e Silva.  A requalificação do Riacho do Jacarezinho, que atravessa o Parque, é outro ponto fundamental da proposta, pois funcionará como modelo de despoluição de cursos d’água em Recife.

As funções propostas aos edifícios históricos tombados incluem Auditório, Museu e Centro de Convivência de Saúde Mental, esta última prevista no programa da Reforma Psiquiátrica. O Pavilhão da Sustentabilidade, novo bloco construído com metodologia LEED – Leadership in Energy and Environmental Design – abrigará exposições com temáticas voltadas a sustentabilidade e meio-ambiente.

Além disso, será erguido um novo setor hospitalar destinado à Emergência Psiquiátrica, cujo acesso se dará pela Avenida Cônego Barata.

Sob o aspecto urbanístico, o Parque Público da Tamarineira deverá fazer parte da rota de integração de parques, prevendo a conexão com o Plano Municipal de Parques e o Projeto Capibaribe Melhor. Sugere-se a criação de rotas lindeiras à margem norte do Rio Capibaribe, associadas e compartilhadas a modais não motorizados, o que inclui a melhoria da circulação de pe­destres e o incentivo ao uso de bicicletas como equipamento de deslocamento. O foco principal desta integração é promover melhoria significativa na qualidade de vida e estimular a apro­priação do espaço público pela população recifense.

 Ata de Julgamento – “O projeto escolhido como primeiro colocado agrega os seguintes atributos:

  • Clareza e legibilidade no objetivo da proposta;
  • Novas áreas de construções bem localizadas, com arquitetura neutra e de qualidade, valorizando o entorno e ressaltando o patrimônio existente;
  • Traçado de indubitável legibilidade em seus acessos e percursos;
  • Homogeneidade do tratamento e compreensão do parque em sua totalidade;
  • Correta proposta de nova ligação urbana entre as Avenidas Norte e Rosa e Silva;
  • Propõe novo acesso à “Matinha”, diferenciada em relação ao restante da área;
  • Correta recuperação e valorização do curso d’água, conferindo a ele destaque no espaço como elemento de paisagem, articulador de caminhos e acessos;
  • A proposta reúne, no estudo preliminar, as condições de factibilidade e exeqüibilidade necessárias ao desenvolvimento dos projetos e implantação do parque.”

______________________________________________________________________

Agradecemos aos autores pela disponibilização do material para publicação.

2 respostas em “Concurso – Parque da Tamarineira – Recife – Primeiro Lugar

  1. O “Parque da Tamarineira” ou “Central Parque Tamarineira”, (grifo meu), tem que ser uma cópia miniatura do parque de Ibirapuera em São Paulo, ou mesmo uma pequena miniatura do Central Parque em New York, para que as pessoas possam levar a familia para tomar sol num belo gramado, fazer piquenique com a familia, com segurança total, limpeza, um belo restaurante para se jantar com a familia, ouvir uma boa música calma, classica, convidar em temporadas um bom cantor da música popular, tipo chico buarque, toquinho , paulinho da viola, etc seria mum sonho esse parque, o que todo Recifense deseja. Só não deixem cair a peteca colocando música de mau gosto e não mantendo a manutenção e monitoramento do parque em todos os sentidos, de limpeza, segurança, saude, meio ambiente, preservação das árvores etc…É só uma proposta comentada e desejo de um morador de Recife, de um belo parque, Em 4/12/12, Walter Fantini, Engenheiro Quimico e Analista Ambiental do IBAMA/PE.

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s