Concurso – Parque da Tamarineira – Recife – Segundo Lugar

2° Lugar  – Recife/PE

Equipe:

Responsável pela Equipe: Luís Eduardo Moriel Carneiro

Arquitetos e urbanistas: Alexandre Campelo, Cristiano Felipe Borba do Nascimento, Lícia Cotrim Carneiro Leão, Luiz Marcos Carvalho, Marise Diniz da Costa Cirne Danvalgil, Robson Canudo da Silva, Rodrigo Cabral de Vasconcelos e Vera Christine Cavalcanti Freire.

Estagiários: Luiz Augusto Dutra Souza do Monte, Victor Carvalho Valença e Rodrigo dos Passos Tavares.

Historiadora: Virginia Pernambucano de Mello

Arte educadora: Maria Christina de Lucena Machado

______________________________________________________________________

CAEM OS MUROS. CELEBRA-SE A VIDA! COMPREENDE-SE A LIBERDADE…

As referências ao antigo Hospital Psiquiátrico Ulysses Pernambucano, ou Hospital da Tamarineira, muitas vezes são negativas – o isolamento, a exclusão, a loucura, o preconceito… As diretrizes atuais para o tratamento psiquiátrico renegam as instituições totais, como é o caso do antigo Hospital de Alienados.  Mas é preciso lembrar que ali foi também um local de grandes revoluções, muitas delas, marcos de pioneirismo na história médica nacional. O próprio edifício do século XIX é um exemplar de valor patrimonial indiscutível.

Sabe-se que o passado da instituição não pode ser esquecido. Mas, contemporaneamente, precisa ser interpretado. E esta oportunidade nos é dada através da demanda de um novo parque para o Recife. Um parque que deve não somente ser utilizado, mas também reconhecido como um espaço para a vida urbana pública, livre.

A derrubada dos muros, é o mote inicial do projeto, que, agora, deitados no chão do parque se transformam em equipamentos para a vida no espaço público livre – bancos, taludes, abrigos… a subversão do sentido anterior – de isolamento –  é o símbolo da mudança e se transforma em um registro da memória do lugar.

Outras premissas se agregam a esta, dando corpo à proposta:

(a)    a abertura de visadas, a liberação do terreno para o uso público, a constituição de conexões com a malha urbana –  ideia é ter o novo Parque da Tamarineira como um elemento programaticamente diverso, contribuindo para a capacidade de circulação de pedestres e ciclistas através da cidade com um qualidade ambiental referencial;

(b)   a relação do equipamento com o sistema de drenagem do Recife – o Parque é uma infraestrutura verde ativa para o equilíbrio hídrico da sua região;

(c)    a integração das suas áreas livres com os espaços dos edifícios hospitalares  – novos edifícios são propostos no projeto, de modo a fazer com que o Parque permeie os espaços de tratamento ainda existentes;

(d)   a constituição um núcleo de alta variedade programática no edifício histórico do hospital original, unindo saúde física, mental, produção de conhecimento e arte – uso cultural, a permanência dos espaços para produção artística e arteterapia, espaços de pesquisa e a oferta de um Spa Urbano;

Além do mais, propõe-se o entendimento do Parque não só como lugar de contemplação ou da prática de atividades físicas. O Parque da Tamarineira deve comunicar como um museu, mas sem a necessidade da exposição de um acervo material. Definindo um trajeto interpretativo do imaginário, através do edifício histórico, apresenta-se uma série de experiências arquitetônicas que permitam ao visitante refletir simplesmente por caminhar no espaço público – um pátio para as memórias, uma esplanada para as visões de futuro, um passeio sinuoso e reflexivo em meio à Matinha.

Diante disso tudo, o Parque da Tamarineira nunca deve ser um equipamento público imutável. O que a proposta oferece é a consolidação de uma infraestrutura de espaços públicos para a mobilização de diversas atividades plurais – desenvolvimento da saúde, do conhecimento, da arte e do entretenimento livre. Mais do que oferecer projetos fechados para a sua ocupação na microescala – mobiliário, equipamentos, objetos – entende-se o parque como uma plataforma aberta à experimentação e à criação.

______________________________________________________________________

Agradecemos aos autores pela disponibilização do material para publicação.

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s