Premiados – eVolo 2012 – Skyscraper Competition

O projeto dos arquitetos Zhi Zheng, Hongchuan Zhao, Dongbai Song foi o vencedor do Concurso Skyscraper de 2012, que também teve como finalistas os arquitetos Yiting Shen, Nanjue Wang, Ji Xia, Zihan Wang Lin Yu-Ta, Anne Schmidt.

Criado em 2006, o Concurso anual Skyscraper (arranha-céus) reconhece ideias proeminentes que redefinem projetos de arranha-céus através da utilização de novas tecnologias, materiais, programas, estética e organizações espaciais, juntamente com estudos sobre a globalização, flexibilidade, adaptabilidade e da revolução digital. Esta é também uma investigação sobre o espaço público e privado  e o papel do indivíduo e do coletivo na criação de uma comunidade vertical dinâmica e adaptável.

O júri de 2012 escolheu 3 ganhadores e 22 menções honrosas. No total, foram submetidos 714 projetos dos cinco continentes e 95 países diferentes.

Veja a seguir o projeto vencedor e demais finalistas (clique nos links para ampliar as imagens).

________________________________________________________________________

1º Lugar – Equipe: Zhi Zheng, Hongchuan Zhao, Dongbai Song

________________________________________________________________________

2º Lugar – Equipe: Yiting Shen, Nanjue Wang, Ji Xia, Zihan Wang

________________________________________________________________________

3º Lugar – Equipe:  Lin Yu-Ta, Anne Schmidt

________________________________________________________________________

Veja também os projetos que receberam menção honrosa, no site oficial do concurso.

2 respostas em “Premiados – eVolo 2012 – Skyscraper Competition

  1. Um concurso para quem, além de arquitetura, gosta de design, ilustração, história em quadrinhos e, principalmente, ficção científica. Que esse gênero envolve muito ironias críticas, ou críticas irônicas.

    “O gelo do Himalaia – a maior torre de água do oriente – está derretendo. Vamos coletar a água e estocá-las em grandes torres drenantes (caixas d’água)!”

    “Destruímos muitas de nossas montanhas com atividades de mineraçãoa extensiva. Vamos recuperá-las, irrigá-las, replantá-las e morar nelas!”

    A Escola Chinesa de Arquitetura mostra toda a sua força para pensar problemas ambientais atuais e propor soluções radicais para situações-limite. Ambos os trabalhos, 1º e 2º lugar, propôem conexões e costuras com o meio-ambiente, que expressam uma forma de viver explicitamente parasita, mas que considera um comensalismo de compensação para com os enormes danos ambientais causados pela civilização contemporânea.

    Parabéns às equipes.

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s