Mercado Municipal – Ponte de Lima – Portugal

06

Como parte da seção obras construídas publicamos o projeto Mercado Municipal Ponte de Lima, em Portugal, de autoria do escritório Guedes Cruz Arquitectos. O projeto é resultado do concurso de valorização paisagística das margens do Rio Lima, realizado em 1995.  A obra foi concluída em 2002. Veja a seguir o projeto.


Memorial Descritivo

(texto enviado pelos autores; traduzido e editado por concursosdeprojeto.org)

Quando o Mercado Municipal de Ponte de Lima (Portugal) foi construído em 1927, provocou discussões públicas em relação às vantagens e desvantagens de sua localização na cidade, apesar de não haver registros de críticas sobre seu elegante projeto. Setenta anos depois ainda podemos perceber o impacto de sua implantação sobre o centro da cidade, a partir da altura de seu embasamento em pedra. A construção original, voltada para as margens do Rio Lima, é composta por duas alas e três torres, bem executadas, porém recebeu ao longo do tempo anexos e intervenções de baixa qualidade. O pátio central foi coberto de maneira provisória, com estrutura metálica e cobertura de zinco.

O projeto de recuperação do Mercado envolveu a remodelação do edifício existente, com o aumento do número de bancas e a construção de um estacionamento subterrâneo para 100 carros. Tal demanda levou à demolição das alas sul e leste, que foram substituídas por um novo bloco, com dois pavimentos para o comércio, com a mesma largura do edifício original. Como resultado da intervenção, o mercado passou a ter formato de “U”, e não mais um retângulo fechado, abrindo seu espaço interior para a cidade e o rio.

A estrutura do projeto é marcada por pórticos metálicos, que sustentam as vigas em madeira da cobertura em vidro da nova praça. O piso em pedra foi mantido no mesmo nível do embasamento original, como prevenção às eventuais elevações do nível do Rio Lima.

Neste projeto, os materiais utilizados para as estruturas e as coberturas marcam a diferença entre o que é permanente e o que é transitório. Dessa forma, o embasamento, utilizado para garagem, e os três blocos existentes, são bem distintos da nova cobertura e dos novos pavilhões. Os elementos existentes expressam o trabalho artesanal em pedra e a resistência do conjunto em relação às enchentes. Os elementos novos, feitos de madeira, cobre e vidro, inspiram leveza e transparência, preenchendo a praça com jogos de luz e sombra, trazendo vida ao mercado tradicional.

 


Ficha Técnica

Projeto: Guedes Cruz Arquitectos

Fundações e Estruturas
Proença e Neves

Instalações Elétricas e Telecomunicações
Tomada Lda

Área
4998.0 m²

Ano de projeto/concurso
1995

Ano de conclusão
2002

Fotografia
Fernando Guerra


Agradecemos ao escritório Guedes Cruz Arquitectos pela disponibilização do material para publicação. 


 

 

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s