Museu Marítimo Nacional – Dinamarca

BIG-MuseuMaritimoDinamarca-05_Foto_luca-santiago

Veja a seguir o projeto do Museu Marítimo Nacional da Dinamarca, de autoria do escritório Bjarke Ingels Group – BIG. O projeto é resultante de concurso e foi concluído em 2013.

Descrição do Projeto (Texto dos autores. Tradução: editoria, concursosdeprojeto.org)

O Museu Marítimo da Dinamarca foi concebido de forma a se encaixar em um contexto histórico e espacial único: entre um dos edifícios mais importantes e famosos da Dinamarca e um novo e ambicioso centro cultural. É nesse contexto que se apresenta o projeto do Museu Marítimo, reconhecendo o caráter especial da região e em especial a a presença do Castelo de Kronborg. O projeto proposto é um museu subterrâneo, em uma doca vazia. O museu foi instalado no subsolo, fora dos limites das paredes da doca, de forma a preservar o vazio original, como um espaço de exposição aberto, mantendo esse elemento (a doca) como espaço central do Museu Marítimo. Com essa implantação, ao mesmo tempo que parece fazer parte do conjunto definido pelo castelo de Kronborg e o largo cultural, o museu se manifesta também como uma instituição independente. O vazio da doca cria um espaço museológico coesivo que leva o visitante de forma gradual e suave em direção ao subsolo. Rampas e pontes simples e acessíveis foram adicionadas ao vazio, atravessando o espaço em uma síntese ao mesmo tempo estrutural e escultural.

Ficha Técnica

Museu Marítimo da Dinamarca (Danish National Maritime Museum)

Ano: 2013

Área: 5000 m2

Arquitetura: BIG – Bjarke Ingels Group

Projeto vencedor em concurso (convite)

Cliente: Prefeitura de Helsingør e Museu Marítimo de Helsingør

Colaboradores: Alectia, Kossmann.dejong, Rambøll, Freddy Madsen Ingeniører, KiBiSi

Arquitetos responsáveis: Bjarke Ingels, David Zahle Coordenador do projeto: David Zahle Equipe: John Pries Jensen, Henrik Kania, Ariel Joy Norback Wallner, Rasmus Pedersen, Annette Jensen, Dennis Rasmussen, Jan Magasanik, Jeppe Ecklon, Karsten Hammer Hansen, Rasmus Rodam, Rune Hansen, Alina Tamosiunaite, Alysen Hiller, Ana Merino, Andy Yu, Christian Alvarez, Claudio Moretti, Felicia Guldberg, Gül Ertekin, Johan Cool, Jonas Mønster, Kirstine Ragnhild, Malte Kloe, Marc Jay, Maria Mavriku, Masatoshi Oka, Oana Simionescu, Pablo Labra, Peter Rieff, Qianyi Lim, Sara Sosio, Sebastian Latz, Tina Lund Højgaard, Tina Troster, Todd Bennet, Xi Chen, Xing Xiong, Xu Li

_________________________________________________________________________ Agradecemos aos autores pela disponibilização do projeto para publicação.

Uma resposta em “Museu Marítimo Nacional – Dinamarca

  1. Eu acho impressionante a falta de capacidade em se fazer uma arquitetura de qualidade no país (Brasil). Mesmo sabendo das forças e da cultura do lugar que divergem entre Europa e o Brasil eu acho impressionante que só conseguimos produzir algo à sombra de Corbusier há mais de 50 anos atrás. Eu acredito que Arquitetura é Gestault e Função. Função é aquilo que só pode comparado à espaços simples e restritamente úteis como uma estrada por exemplo. Onde ficam a boa forma e a beleza?

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s