A UNICAMP anunciou o vencedor do Concurso Internacional para o Museu Exploratório de Ciências. O projeto vencedor é de autoria da equipe composta pelos arquitetos Daniel Corsi, Dani Hirano e Reinaldo S. Nishimura. Veja abaixo a transcrição da notícia publicada na página da instituição em 09 de agosto:

“Daniel Corsi, Dani Hirano e Reinaldo S. Nishimura, integram a equipe vencedora do Concurso Público Internacional de Arquitetura, do Museu Exploratório de Ciências, da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Com o tema “Museu como fenômeno e fenômeno como paisagem”, a equipe fica em primeiro lugar na competição que envolveu arquitetos de diversos países durante cerca de seis meses. A cerimônia de premiação aconteceu na noite de sexta-feira, após a Defesa Pública dos projetos arquitetônicos, no Centro de Convenções da Universidade.

O segundo lugar ficou para o projeto intitulado Necklace, da equipe dos arquitetos japoneses Tomohiko Amemiya, Mitsuru Hamada, Hiroki Inutsuka e Akira Suzuki. Os americanos Erik Warren Lewitt e Jordan Williams ficaram com a terceira colocação. A equipe campineira dos arquitetos Fábio Boretti Araújo, Bernardo Telles e Luis Amaral Pereira Pinto e a equipe paulistana de Alessandro Moreno Muzi, Hernani Carvalho Paiva e Luiz Marino Küller receberam Menções Honrosas da Organização do Concurso.

A alta qualidade dos cinco projetos finalistas dificultou o trabalho da Comissão Julgadora, que se estendeu duas horas além do previsto no cronograma do evento. A decisão final coube ao Diretor do Museu Exploratório de Ciências, Professor Marcelo Firer, decidindo o empasse entre o projeto do brasileiro Daniel Corsi e do japonês Tomohiko Amemiya.

Para o público presente, independente da equipe vencedora, a experiência de apresentar os finalistas em audiência aberta ao público foi enriquecedora. Para o Arquiteto Luis Paulo Cobra Monteiro, Professor da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-Minas) o nível dos trabalhos era muito bom. “Eu nunca participei de concursos nesse formato, onde os trabalhos dos finalistas fossem discutidos com o público.Isso é muito inovador”, disse o Professor Monteiro. “Achei que eles conseguiram expor muito bem os trabalhos”, comentou a estudante do 5º ano de arquitetura da Unicamp, Paula Takahasi. “A diferença entre países não foi determinante”, acrescentou a estudante de arquitetura do 6º ano, Giulia Bertazzolo, também da Unicamp.” (acesse aqui o link da noticia publicada pela UNICAMP)

Aguardamos a disponibilização do projeto para a sua publicação aqui no portal.

Veja aqui as informações já publicadas no portal concursosdeprojeto.org sobre o Concurso Internacional para o Museu  Exploratório de Ciências da UNICAMP.