Concurso – Teatro Municipal de Itapeva – SP

2º colocado – Eugenio Conte, Gabriel Cesar e Santos, Pedro Guglielmi e Silvio Sant`Anna

______________________________________________________________________________

Memorial Descritivo

A proposta apresentada neste trabalho estabelece como principio normativo, a criação de um amplo vazio neutralizador que faz a integração das duas edificações caracterizadas por funções distintas. A volumetria proposta para o teatro sugere a espacialidade negativa da câmara dos vereadores ampliando as visuais das edificações e estabelecendo harmonia através de uma praça de total permeabilidade e de múltiplas ações populares.

Esta foi a forma encontrada de criar a unidade desejável entre os edifícios sem, contudo, perder as características tipológicas e as especificidades de cada função arquitetônica.

Seguindo a natural interpretação do terreno longilíneo, regular e planificado, a volumetria proposta sugere a interpenetração de sólidos geométricos de diferentes processos construtivos, proporcionando a clara hierarquia espacial entre o recinto de acesso: aberto, generoso, convidativo e a nave teatral: fechada, confortável, acolhedora.

Objetivando uma construção sensata dos pontos de vista de engenharia, arquitetura e da sustentabilidade da construção a proposta construtiva prima pelo respeito aos custos pretendidos e promove duas frentes distintas de trabalho que poderão ser desenvolvidas simultaneamente. Em primeiro, a nave teatral caracterizada pela construção convencional do concreto armado, apoiada maciçamente no solo, com vãos comedidos e de soluções naturais de estrutura e fundações. Em segundo, a estrutura metálica solta do solo, envolvida pela pele metálica formando a trama sombreadora do recinto de acesso e apoiada por pilaretes, também metálicos, proporcionando leveza e cenários lúdicos da iluminação solar neste ambiente.

Essa estrutura metálica caracterizada por uma volumetria elevada e solta das bases é responsável pela integração dos ambientes funcionais do teatro, pela estrutura de cobertura de toda extensão da edificação e, portanto, pelo recolhimento das águas pluviais reaproveitadas e principalmente, pela imponência sugerida ao marco arquitetônico da cidade de Itapeva que com essa proposta de intervenção arquitetônica recria um novo pólo multiplicador de interesses.

A suntuosidade características desse empreendimento da lugar a uma proposta comedida de luxos, porem envolventes e aconchegantes. Com materiais apropriados as funções acústicas toda a platéia teatral é revestida com madeiras processadas e juntamente com o piso em carpete e os amparos acústicos do teto garantem uma perfeita execução de qualquer tipo de evento a que se destina o teatro. As transparências criada pelos vidros do “foyer” permitem o balizamento de acessos sem retirar a amplitude espacial do ambiente.

A forma de elaborar essa proposta sempre tendo como premissa o estabelecido como custo pelo edital, foi cumprido e fidelizado dentro de estimativas características dessa etapa de trabalho. Para tanto, apresentamos planilha demonstrativa de custos aproximados e estimativos da proposta arquitetônica apresentada nas pranchas anexas.

_________________________________________________________________________________________

Pranchas submetidas ao concurso:

______________________________________________________________________________________________

Ficha Técnica

Autores do Projeto: Eugenio Conte, Gabriel Cesar e Santos, Pedro Guglielmi e Silvio Sant`Anna

Imagens Eletrônicas: Luiz Marino Kuller e Cassio Oba Osanai

Maquete Física: Angelo Pinheiro

______________________________________________________________________________________________

Agradecemos aos autores pela disponibilização do projeto.

Anúncios