O município de Frederiksberg, na Dinamarca, realizou concurso para o projeto da “Casa de Cultura e Movimento” (House of Culture and Movement), um conjunto com cerca de 4.000m2 de área construída e 4.500m2 de área verde, que inclui centro comunitário, espaços de exposição e espetáculos, áreas de lazer e centro de saúde. O projeto vencedor é de autoria do escritório holandês  MVRDV, em conjunto com o escritório dinamarquês ADEPT .

A edificação proposta pela equipe vencedora é um volume retangular em vidro que contém seis elementos programáticos bem definidos em seu interior. Os espaços entre os elementos do programa podem ser utilizados com flexibilidade, para atividades de lazer e convivência, integradas aos espaços de circulação. Os elementos programáticos definidos reúnem usos específicos: teatro, área de saúde, área de alimentação, área de relaxamento, centro de estudos e espaço de exposições. O teatro é flexível e pode ser utilizado com diversas configurações de palco e plateia. Além disso, uma grande abertura permite a sua utilização como teatro ao ar livre, com o público distribuído nos jardins.

O edifício proposto para o Centro de Cultura e Movimento é primeira etapa de um empreendimento maior, que irá incluir edifícios comerciais e um segundo espaço para atividades culturais e comunitárias. Preocupações com clima e eficiência energética associados a tecnologias apropriadas, como painéis solares, ventilação natural e armazenamento de calor e frio no subsolo (conforme a demanda), fizeram parte da concepção de um edifício com mínimo consumo de energia.

____________________________________________________________________________________

Fonte: bustler.net