Biblioteca e Centro Cultural – Vennesla – Noruega

Como parte da seção Obras Construídas, publicamos o projeto de uma Biblioteca e Centro Cultural construído em Vennesla, na Noruega, e que resultou de concurso realizado em 2009. O projeto é de autoria do escritório Helen & Hard.

Memorial Descritivo

(texto disponibilizado pelos autores, traduzido pela editoria de concursosdeprojeto.org)

A nova biblioteca de Vennesla, na Noruega, inclui – além do espaço da bibliioteca propriamente dita – um café, espaços de reunião e convívio e áreas administrativas e está conectada a um centro comunitário já existente no local.

Com o objetivo de criar um espaço convidativo, todas as funções públicas do programa foram reunidas em um único e generoso espaço, no qual a estrutura – que é ao mesmo tempo mobiliário e elemento que permite múltiplas interfaces espaciais – se torna visível a partir dos diversos espaços internos e também a partir do exterior. A grande abertura da entrada e a integração visual dos espaços trazem a vida da cidade para o interior do edifício, adequando o projeto ao programa do concurso, que demandava da nova edificação a facilidade de acesso e a integração com o tecido urbano existente. Essa integração foi alcançada por meio de uma ampla fachada de vidro e de uma galeria (loggia) no espaço de entrada, oferecendo um ambiente protegido de transição entre o exterior e o interior (que inclui bancos e ambiente de convivência).

Neste projeto, desenvolvemos um conceito de estrutura em forma de nervura, que permitiu utilizar estruturas híbridas e utilizáveis, que combinam a tecnologia da madeira enquanto estrutura aos equipamentos e acessórios tecnológicos necessários no interior do edifício.

O edifício da biblioteca é composto por 27 nervuras feitas de madeira laminada estrutural, cujas peças de madeira compensada foram cortadas por sistema automatizado controlado por computador (CNC – computer numerical control). As nervuras definem a geometria da cobertura, assim como a ondulação da forma e a generosidade do espaço, permitindo a instalação de áreas de estudo individuais ao longo de todo o perímetro da edificação.

Cada nervura é definida por um pórtico de madeira laminada e colada, no qual são instalados isolantes acústicos, dutos de ar-condicionado, painéis de vidro utilizados como fechamentos para as luminárias e elementos de sinalização, assim como nichos de leitura e estantes para os livros.

A mudança gradual na direção e na forma das nervuras é resultado da necessária adaptação da biblioteca aos edifícios adjacentes e também devido à demanda de qualidade espacial e funcional para os diversos ambientes da biblioteca. As fachadas, em cada uma das extremidades, foram definidas a partir de demandas específicas do lugar e do contexto urbano. Na entrada principal as nervuras formam uma espécie de galeria (loggia), que abrange a largura de toda a praça. Nas orientações sul/oeste a edificação segue as linhas naturais do lote e a partir daí o edifício se desdobra em direção à rua, de acordo com a distribuição interna dos espaços e as demandas específicas de altura. Neste lado voltado para a rua, a fachada recebeu brises verticais, que também tem a função de unificar os elementos da edificação em um único volume, entre as duas edificações existentes.

Outro aspecto importante considerado no projeto foi a redução do consumo energético das edificações, utilizando-se soluções econômicas, de baixo consumo e alto desempenho energético. O resultado é uma biblioteca de baixo consumo energético, definida como “Classe A” pelo sistema de classificação energética da Noruega. Procuramos maximizar a utilização de madeira na edificação: são cerca de 450m3 de madeira laminada colada utilizada na construção. Todas as nervuras, assim como paredes internas e externas, shafts dos elevadores, lajes e parte da cobertura, foram todos executados com madeira laminada.

A simbiose entre estrutura, infraestrutura técnica, mobiliário e espaço interno em um único elemento arquitetônico permitiu criar uma identidade espacial ao conjunto, atendendo ao desejo original do cliente, de criar um elemento que marcasse o centro cultural da cidade.

Clique na galeria a seguir para a visualização ampliada das imagens.

Ficha Técnica

Biblioteca e Centro Cultural em Vennesla – Noruega

Projeto de Arquitetura: Helen & Hard

Equipe: Reinhard Kropf, Siv Helene Stangeland, Håkon Minnesjord Solheim, Caleb Reed e Randi Augenstein

Ano do concurso: 2009

Conclusão da obra: 2011

Local: Vennesla, Noruega

Área: 1.938 m²

Fotografias: Emile Ashley

_________________________________________________________________________
Agradecemos aos autores pela disponibilização do projeto para publicação.

Uma resposta em “Biblioteca e Centro Cultural – Vennesla – Noruega

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s