2º lugar – SESC – Brasília – DF – Sérgio Parada e Associados

Concorrência – Técnica e Preço – SESC-DF

2º lugar – Sérgio Parada e Associados – Brasília

Memorial Descritivo

Conceito

– transformar o espaço do terreno em uma grande praça integrada com a cidade.

– dar ao edifício caráter público através de uma concepção espacial que favoreça a agregação de seus usuários e o integre harmonicamente ao espaço urbano.

– possiblilitar que seus usuários usufruam de seus serviços e atividades sem barreiras psicológicas nem obstáculos físicos, ou seja, que o edifício se torne atraente e convidativo.

– que o conjunto arquitetônico dê a marca e evidencie a presença do SESC, tornando-se referência para a cidade.

– esses foram os conceitos adotados neste projeto.

Partido

Os três blocos abrigam as necessidades do programa: o bloco 1 abriga o conjunto de teatros, no bloco 2 se encontram as atividades esportivas e no bloco 3 estão as atividades culturais e gerenciais/logística. Estes blocos se relacionam harmônicamente entre si e mostram cada um seu caráter. Eles serão implantados sobre uma esplanada caracterizada por duas praças de recebimento das pessoas ao complexo, marcando a intenção do desenho da arquitetura.

Estas praças se comunicam através de uma alameda de pedestres que, protegida das intempéries, é eixo estruturante do conjunto arquitetônico. Através deste eixo se permeia toda o conjunto edificado e demais equipamentos, sendo um gesto fundamental no partido adotado.

Normatização

A edificação foi pensada obedecendo os limites estabelecidos pela legislação urbana e pelo programa, que são:

. Taxa máxima de ocupação do lote: 30% da área do lote

. Cota de soleira: 1014,35m

. Cota de coroamento: 1023,35m – 9,00m acima da cota de soleira

. Área mínima permeável do solo: 30% da área do lote

. Afastamentos: 10,00m de todas as divisas

. Área máxima de construção: 60% da área do lote

Níveis

Distribuição espacial e acessos

Os três blocos propostos, denominados bloco 1, bloco 2 e bloco 3, se interligam espacialmente no pavimento térreo, dando total flexibilidade de acesso aos usuários neste nível. O bloco que abriga as atividades culturais e gerenciais /logística e o bloco de esportes também se interligam nos níveis dos mezaninos 1 e 2 através de passarela, da qual é possível sempre desfrutar da imagem da praça, do lago e da ponte dos arcos.

As atividades nos blocos foram distribuidas segundo os seguintes princípios:

No nível da praça de acesso estão posicionadas as funções que mais exigem o contato direto com os usuários e os espaços destinados a maior concentração de público, como no caso, os teatros;

No nível do mezanino 1 estão situadas algumas das atividades culturais no bloco 3 e o acesso às arquibancadas propostas para as áreas esportivas no bloco 2;

No nível do mezanino 2 estão situadas as áreas esportivas complementares no bloco 2 e no bloco 3 estão situados o restaurante e o salão de festas. Desta forma, os espaços que abrigam atividades mais duradouras possibilitam uma maior visão do conjunto arquitetônico e da paisagem urbana do local;

No subsolo está situada a central de utilidades, parte do ginásio de esportes que exige um pé direito maior e a garagem com controle de acesso aos seus usuários;

Os acessos são claros e facilmente controlados. Uma via de serviço corta o lado nordeste do terreno. Este acesso atende tanto aos auditórios como a central de utilidades. O acesso veicular controlado da garagem é feito a partir de um eixo, do qual se distribui o fluxo interno.

Os usuários acessam os diferentes níveis, desde a garagem subterrânea até o 2° mezanino, através de um conjunto de rampas, dois elevadores panorâmicos e três escadas, e a circulação vertical de serviço é feita através de escada e elevadores de carga. Estes elementos estão sempre estrategicamente dispostos para melhor distribuir os fluxos.

Sustentabilidade

Os conceitos de sustentabilidade, buscando minimizar os impactos negativos do edifício no meio ambiente foram:

1. Aproveitamento da iluminação natural sempre que possível;

2. Circulação de ar abundante em todos os níveis do edifício;

3. Proteção do sol e criação de grande marquizes;

4. Reaproveitamento das águas servidas;

5. Aproveitamento da água de chuva;

6. Central de água gelada, servindo de forma racional todos os espaços que necessitem de ar condicionado;

7. Iluminação artificial eficiente com a adoção de lâmpadas de baixo consumo e alto rendimento;

8. Sistema construtivo lógico e eficiente;

Tecnologia

A tecnologia aplicada, assim como o sistema construtivo adotado, visam otimizar o tempo de obra assim como garantir o uso de materias que ocasionem menor impacto na natureza e que resulte em um edifício com menores custos de manutenção .

A pré- fabricação e estruturas em aço foram tomadas como base do projeto. No subsolo serão utilizadas cortinas em concreto, e sistemas de pilares e vigas de aço. Nos 3 volumes que afloram na esplanada, a concepção estrutural é racional: vãos estruturais modulados que formam pórticos em aço e lajes em concreto pré-fabricadas ou steel deck. O revestimento externo do edifício será em placas de aço corten, ora opacas ora perfuradas, de forma a criar a circulação de ar entre as paredes do edifício e o exterior. Esta proposta visa criar uma característica muito própria para o conjunto arquitetônico, assim como minimizar custos de manutenção do edifício. O piso elevado, drenante, em placas de granito apicoado sobre sapatas , revestirá toda a área das praças correspondente à cobertura do subsolo.

_________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

Veja abaixo o vídeo do projeto:

______________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________________

Ficha Técnica

Arquitetura

Sérgio Roberto Parada Arquitetos Associados

Sérgio Roberto Parada

Rodrigo Mônaco Biavati

Thiago Pimentel Bueno

Colaboradores

Adriano Paiva, Ayla Gresta, Ricardo Innecco

Programação visual: Duo arquitetura & design

Paisagismo: Rosa grena kliass paisagismo, planejamento e projetos ltda

Cálculo estrutural – concreto/ aço: Situare arquitetura + engenharia

Instalações prediais: Situare arquitetura + engenharia

Supervisão e controle predial: Sten-serviços técnicos de engenharia ltda

Sistema multimídia do centro de convenções: Avm projetos e consultoria em tecnologia audio-video-multimídia

Glp: Situare arquitetura + engenharia

Condicionamento térmico e conforto ambiental: Engenharia de sistemas térmicos s/s

Orçamento: Orc – orçamento e planejamento de custos civis

____________________________________________________________________________________________

Agradecemos aos autores pela disponibilização do projeto para publicação.

7 respostas em “2º lugar – SESC – Brasília – DF – Sérgio Parada e Associados

  1. Nao consigo entender o juri. Nao tem a menor comparaçao. Recurso ja…Parabens pelo projeto. Brasilia agradece…O primeiro lugar e um retalho de volumes sem sentido. Uma arquitetura agressiva e desnecessaria…Recurso ja…

  2. Endosso o comentário do Paulo. Parabéns pela vitória, vocês experimentaram a produção deste excelente projeto.
    Já a cìdade, vai ter que conviver com aquilo…

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s