Finalistas – A House in Luanda – Trienal de Lisboa

Anunciamos em fevereiro deste ano o Concurso Internacional “A House in Luanda: Patio and Pavilion”, promoção conjunta da Trienal de Lisboa e da Trienal de Luanda. O objetivo do concurso é selecionar a melhor proposta para a concepção de um protótipo de unidade familiar que origine um pátio, com um baixo custo de construção, destinada a famílias em situação de grande carência, comumente constituídas por 7-9 pessoas ( Pais, 3 filhos e 2 avós ou Pais, 5 filhos, 2 avós) , num terreno de topografia plana, situado no perímetro da capital angolana.

Foram enviados 599 trabalhos, dos quais 588 trabalhos (de 44 países, dos 5 continentes) habilitados para a avaliação pela Comissão Julgadora (composta por Álvaro Siza, João Luís Carrilho da Graça, Fernando Mello Franco, Barry Bergdoll e Ângela Mingas) que selecionou 30 finalistas.Veja aqui o Relatório do Júri.

Os autores finalistas deverão elaborar uma maquete de seus projetos, que constará de uma exposição na Trienal de Lisboa, de 28 de Outubro 2010 a 16 de Janeiro de 2011, quando serão anunciados os premiados.

Veja abaixo a lista dos autores finalistas:

Alberto de Souza Oliveira – Lisboa / Portugal

Alvaro Puntoni – São Paulo / Brasil

Ana Isabel Ribeiro – Vila Nova de Gaia / Portugal

Arne Petersen – Berlim / Alemanha

Aureliusz Kowalczyk – Tóquio / Japão

Camillo Magni – Milão / Itália

Carla Conceição Valente – Barreiro / Portugal

Cristina de Sousa Peres – Matosinhos / Portugal

Dean MacGregor – Colares / Portugal

Enrique Flores – Cidade do Mexico / México

Filipe Manuel Neves Saraiva – Ourém / Portugal

Hugo Proença – Carcavelos / Portugal

Joana Rita Gomes – Los Angeles / Estados Unidos

João Camarinha da Silva – Oporto / Portugal

João Gomes Leitão – Madri / Espanha

João Navas – Oeiras / Portugal

José Daniel Felix – Sermonde / Portugal

Luís Sequeira Brás – Lisbon / Portugal

Marco Simões da Silva – Lisboa / Portugal

Margarida Quintâ – Oporto / Portugal

Mauro Mariani – Piacenza / Itália

Nuno Matos Silva – Aveiro / Portugal

Nuno Miguel Fernandes Silva – Lisboa / Portugal

Pablo Allen Vizán – Valladolid / Espanha

Pablo Forero – Bogotá / Colômbia

Pedro Reynolds de Sousa – Lisboa / Portugal

Pedro Sousa – Lisboa / Portugal

Ricardo Carvalho – Lisboa / Portugal

Shuichiro Yoshida – Tóquio / Japão

Verónica Sánchez Carrera – Madri / Espanha

______________________________________________________________________________

Veja abaixo mais algumas fotos do julgamento:


_______________________________________________________________________________________

Fonte: Trienal de Lisboa

12 respostas em “Finalistas – A House in Luanda – Trienal de Lisboa

  1. Parabens ao Alvaro Puntoni e equipe por essa conquista valorizando nossa arquitetura e as discussões que a cerca.
    Um grande abraço.

  2. Gostaria de deixar minha gratidão como estudante, pelos incentivos e mostrar que independentemente de quem somos temos capacidade de ultrapassar barreiras e chegar a objetivos claros. Viva de corpo e alma, e alcance objetivos.
    Alvaro Puntoni deixa claro que podemos trabalhar uma boa arquitetura com consiência e respeito sem sermos grotescos.

    Parabéns Alvaro e equipe

  3. Parabéns Alvaro Puntoni e aos outros membros da equipe!
    Estar entre os finalistas, em um concurso internacional com quase 600 inscritos, é um mérito muito grande.
    Isso demonstra a qualidade e a seriedade do trabalho de vocês, e é claro, projeta a produção da arquitetura brasileira para o mundo.
    Boa sorte na fase das premiações!

  4. Parabens ao arquiteto Alvaro Puntoni e sua equipe.
    E por estarem entre os finalista e uma grande conquista e valoriza o trabalho da arquitetura contemporanea brasileira.
    Conheci os trabalhos do puntoni ainda estudante atraves dos arquitetos guilherme mattos e frederico zanelato, desde entao sempre os acompanho no site do gruposp… parabens novamente.

  5. Parabéns Puntoni e equipe! Para nós, arquitetos recém formados, fica registrado o poder que a prática lastreada sobre experência e conhecimento sobre a arquitetura tem. Sem dúvida um estímulo para continuarmos perseguindo a qualidade superior de nossos projetos e, consequentemente, da arquitetura. É importante também registrar a participação significativa de vários escritórios brasileiros que, assim como Puntoni e sua equipe, também acreditaram na força de nossa arquitetura. Parabéns a todos!

  6. Nosso projeto, como sempre, é fruto de um trabaho coletivo que contou com Luciano Margotto, João Sodre, Jonathan Davies e Andre Nunes.

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s