XVI CICLO DE ESTUDOS SOBRE O IMAGINÁRIO – Congresso Internacional e Fóruns Temáticos

XVI CICLO DE ESTUDOS SOBRE O IMAGINÁRIO

Congresso Internacional e Fóruns Temáticos

18 a 21 de Outubro 2011

Recife – Brasil

IMAGINÁRIO E DINÂMICAS DO SEGREDO

O XV Ciclo de Estudos sobre o Imaginário, realizado em 2008, tratou do “imaginário do envolvimento/desenvolvimento”: conferências e debates mostraram, nas diversas dimensões da organização social, em diversas culturas, a presença e a importância do segredo. O XVI Ciclo pretende então se debruçar sobre o tema. Tema objeto de interesse de vários autores e estudiosos como Simmel e Bachelard entre outros. Em seu livro O imaginário do segredo (1998), Pierre Brunel diz que « o próprio do segredo é que ele dá a imaginar.” Já Michel Maffesoli, considera que “apocalipse significa ‘cobrir, envolver, esconder’ e também ‘descobrir, desvelar’. É pois preciso entendê-lo como aquilo que revela o escondido, o que torna aparente o segredo”, sendo que “a época espera seu próprio apocalipse, isto é, ser revelada a si-mesma”: trata-se então de revelar a si mesma a pós-modernidade. Muniz Sodré aborda, em relação ao poder político, os “segredos muito bem guardados”. A revista franco-portuguesa Sigila, dedicada ao tema, trata de perceber os mecanismos de ocultação de fatos, de “delinear as fronteiras, as relações, os intercâmbios e as interferências entre o segredo, o enigma, o mistério, a dissimulação, a mentira, o íntimo, o silêncio, o mutismo, a confissão…”. Necessário, na medida em que se encontra no âmago de toda identidade, e perverso quando utilizado para enganar e manipular setores do social, o segredo é indissociável das diversas dimensões da vivência. Ele se encontra subjacente à própria organização cultural na medida em que está atrelado às concepções fundamentais de vida e morte. O segredo tem a ver com todas as áreas de conhecimento, tais como: educação, saúde, economia, história, política, indústria, museologia, ciências sociais e “exatas”, arte, arquitetura, religião, literatura, psicologia, direito, família, sexualidade etc., e com a vivência do cotidiano. Tem a ver com todas as culturas. Do segredo íntimo ao segredo de Estado, todas as dinâmicas são possíveis. O objetivo geral deste Ciclo de Estudos sobre o Imaginário é discutir, a partir das dimensões simbólicas, arquetípicas e míticas, as dinâmicas do segredo nos diversos setores sociais e em diversas culturas, procurando delinear as modalidades de seu impacto na contemporaneidade.

FÓRUM TEMÁTICO – A DIMENSÃO SECRETA DO LUGAR

O que, também, faz a especificidade de um lugar, é o diálogo secreto que se instaura entre a sociedade, as formas geométricas que o compõem e a dimensão simbólica que o caracteriza. A proxemia, assim como o localismo afetual, são de ordem cultural assim como as formas que envolvem o vazio no qual nos encontramos. O espaço, assim como o mito, é dinâmico. Cada arquitetura esconde um universo que não é imediatamente visível. Para alguns, advinha-se o seu interior a partir do exterior, para outros, o interior é uma surpresa que descobrimos ao percorre-lo. Como uma jóia em seu cofre, o espírito do lugar se esconde e exige percurso, impregnação, diálogo. O segredo do genius loci é perceptível no desenho de concurso? Na comunicação digital? Ele não está na maturação do projeto? Neste Fórum procuraremos revelar esta dimensão escondida que descobrimos quando somos marcados pelo lugar, pelo genius loci.

CHAMADA DE TRABALHOS

Como parte da programação do XVI CICLO DE ESTUDOS SOBRE O IMAGINÁRIO será realizado o FÓRUM TEMÁTICO / A DIMENSÃO SECRETA DO LUGAR.

Os trabalhos para o fórum temático deverão abordar o tema central do evento (Imaginário e Dinâmicas do Segredo) a partir de pelo menos um dos três enfoques sugeridos:concepçãoconcursos e comunicação.

Coordenação do Fórum Temático: Fabiano Sobreira, Julieta Leite e Tania da Rocha Pitta

Envio de resumos até 15 de agosto de 2011 (15 linhas)

Informações gerais: http://www.cicloimaginario.com/

Para mais informações sobre o fórum e envio de resumo com apresentação do autor:

Fabiano Sobreira (Brasilia) – fabiano.sobreira@gmail.com

Julieta Leite (Recife) – julietaleite@gmail.com

Tania da Rocha Pitta (Paris) – tania.pitta@ceaq-sorbonne.org


Promoção:

Núcleo Interdisciplinar de Pesquisas sobre o Imaginário – Pós-Graduação em Antropologia – UFPE

Realização:

Associação Ylê Setí do Imaginário


Apoio:

Consulado Geral da França para o Nordeste do Brasil

Fundação Joaquim Nabuco

portal concursosdeprojeto.org

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s