Concurso Nacional de Arquitetura Ponte e Passarela em Blumenau – 6º lugar

O projeto da nova ponte e passarela de Blumenau, auxiliarão na ligação do centro da cidade com o bairro Ponta Aguda, o qual faz conexão também com as entradas e saídas da cidade. A ponte interligará a Av. Castelo e Rua Adolfo Freygang com a Rua Chile (bairro), formando um binário com a ponte existente Adolfo Konder, amenizando assim os problemas enfrentados com o trânsito nesta região. Já a passarela de pedestres e ciclistas, fará a ligação do centro histórico e Rua Itajaí, com a região da prainha (bairro), a qual possibilitará que os moradores e turistas se desloquem com maior facilidade e segurança.

   

O projeto das novas conexões utiliza a linha diagonal como sua principal estrutura, fortalecendo esta linha marcante da cidade, a qual se repete em toda paisagem, desde os telhados inclinados e no enxaimel das construções tradicionais, às linhas sinuosas do morros que compoem este vale. Apartir desta linha, surge então a forma principal das novas estruturas de conexão, que partem do princípio de evitar a poluição visual na calha do rio, respeitando ainda as estruturas já existentes da ponte de ferro e dos arcos. Sendo assim, o projeto utiliza um desenho limpo sobre o rio, trabalhando com as estruturas principais nas suas laterais, que avaçam diagonalmente para dentro da área urbana, liberando o visual do rio. E ainda fazendo referência a um símbolo da cidade, os passeios de ambas estruturas serão contornados por coloridos jardins, os quais permitem uma travessia mais confortável e bonita.

Para conseguir vencer o extenso vão livre, respeitando ainda a cota de enchente de 11 metros, o sistema estrutural resultante foi de estruturas superiores de alta complexidade. Para a ponte adotou-se o sistema estrutural estaiado, na qual uma grande estrutura de concreto  emerge dentre as árvores na margem esquerda do Rio Itajaí-Açú, sem conflitar com as construções já consolidadas na margem oposta. Desta grande estrutura, partem seis pares de estais, os quais são ancorados nas bordas externas do tabuleiro, que apoia-se sobre uma treliça metálica aparente, a qual oferece maior vazão às forças da água no caso de uma cheia.

Já para a passarela, adotou-se o sistema estrutural tipo pensil. Sua forma dinâmica e assimétrica, cria um ambiente de movimento – uma superfície vibrante, que através de suas entradas com aberturas diagonais, convida o pedestre a atravessar. Podendo ser chamada também de Praçarela, será composta por um largo passeio e ciclovia, além de uma praça, que faz a transição da Rua Itajaí, e ainda um mirante na parte mais alta, que avança sentido ao rio, com a visão ampla da prainha e do centro da cidade.

FICHA TECNICA

AUTORES

Arq. Sara Karine Moretti

Eng. Oracides Felício Adriano

CO-AUTORES 

Francisco Refosco Nunes

Mariana Arruda

Camila de Oliveira

Karina Lopes Marcelino


3 respostas em “Concurso Nacional de Arquitetura Ponte e Passarela em Blumenau – 6º lugar

  1. Juliana e Jerônimo,
    As pontes estaiadas podem ser projetadas com estaios ancorados nos dois lados ou somente de um lado do rio, que foi a definição desse projeto devido a impossibilidade de torre no lado direito, na avenida Beira Rio.
    Elas podem ainda ser em concreto armado, concreto protendido, metálicas ou mistas.
    Considerando que temos níveis de enchente elevados, que podem cobrir o estrado da ponte em até 2 m, optamos por estrutura metálica treliçada tubular para permitir a passagem das aguas sem grandes esforços na estrutura.
    Quanto ao formato da torre e a distribuição dos estaios, é praticamente uma convergência matemática considerando economia e limites de deformação aliado ao estudo da inserção plástica na paisagem.
    Esse projeto apresenta dois grandes desafios que são o limite inferior de 11 m e a curva acentuada na margem esquerda aumentando consideralvelmente a complexidade do projeto.
    Obras como pontes, edifícios, praças, quando da mesma tipologia, sempre apresentarão pontos em comum, embora não signifiquem cópia ou plágio.

  2. [em atendimento à solicitação dos autores do projeto, o comentário publicado em 29.08.2011 foi excluído, por ser considerado ofensivo]
    editoria – concursosdeprojeto.org – 22/03/2012

  3. [em atendimento à solicitação dos autores do projeto, o comentário publicado em 27.06.2011 foi excluído, por ser considerado ofensivo]
    editoria – concursosdeprojeto.org 22/03/2012

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s