Premiados – Concurso – Biblioteca Pública de Santa Catarina

Veja a seguir os premiados no Concurso Nacional de Arquitetura para escolha do projeto da Biblioteca Pública de Santa Catarina, organizado pelo IAB-SC e promovido pela Fundação Catarinense de Cultura. O edifício será construído em Florianópolis e terá área total de 2.000m2. Veja aqui a Ata de Julgamento.

Clique nos links e imagens para mais informações sobre cada projeto. Os projetos serão publicados à medida em que forem disponibilizados pelos seus autores. Atualizado em 01/04/2010

__________________________________________________________________________________________

1º lugar

Autores: Bruno Conde, Filipe Gebrim Doria, Filipe Lima Romeiro, Lucas Bittar

__________________________________________________________________________________________

2º lugar

Autor: João Paulo Payar, Matheus M.R. Alves, Rafael Gazale Brych, Ricardo Felipe Gonçalves

__________________________________________________________________________________________

3º lugar

Autor: Akemi Tahara, Mauricio Coelho Lins e Andrei Miler Menezes Beramendi

__________________________________________________________________________________________

4º lugar

Autor: Marcos Alexandre Jobim

__________________________________________________________________________________________

Menção Honrosa

Autores: Ivan Rezende e Lia Siqueira

__________________________________________________________________________________________

Agradecemos aos autores que disponibilizaram os projetos para publicação.

10 respostas em “Premiados – Concurso – Biblioteca Pública de Santa Catarina

  1. Concordo que os ensinamentos da escola paulista, modernismo tardio, resolvem de maneira simples e eficaz o programa estabelecido. Seria perfeito se o objeto desta concorrência não fosse uma edificação existente com limitações de uso e orçamentárias. Os primeiros colocados equivocaram-se e a comissão julgadora não foi competente o suficiente para analisar os projetos.

  2. Um bom ensinamento da escola paulista é sobre como distribuir programas e resolver espaços.

    Se vocês analisarem as plantas e a resolução espacial dos trabalhos concorrentes, ficará fácil de entender a decisão do júri.

  3. Sem mencionar questões técnicas de estrutura ou métodos de julgamento, em minha opinião todos os demais trabalhos premiados são superiores ao vencedor, em quesitos como conforto, contemporaneidade, expressão e relevância da obra.

  4. Parabéns a ambos os projetos. A exeqüibilidade técnica (aparente) do 1º lugar – síntese formal, parece bem relevante, apesar da linguagem arrojada do 2º lugar.

  5. Pessoalmente achei que o projeto que ficou em segundo lugar e bem lehor que o primeiro. Certo nao sou profissional dearchitectura, mas posso falar como futuro usuario dessa biblioteca e o segundo projeto me convenceu bem mais.

    Tem como saber por quais rasoes foi o primeiro projeto ganhou?

  6. O questionamento é sobre a posição do Juri em pontos fundamentais desconsiderando condicionantes e diretrizes estabelecidos no edital e regulamento.

  7. Além das questões técnicas já comentadas, questiono ainda a que custo sairia esse reforço na estrutura, considerando o orçamento fechado previsto no edital do concurso.
    Ainda, fico muito em dúvida se a proposta vencedora, mesmo com a criação de mais um pavimento, atende a todas a necessidades colocadas pelo termo de referência elaborado pela biblioteca. Exigências estas, mínimas para que ela funcione.
    A impressão que dá é que o juri não teve acesso a este material, ou se teve, o ignorou. Pergunto ainda como é feito o isolamento acústico entre pavimentos, com esse vão central…afinal, é uma biblioteca, o silêncio é primordial.
    Quanto a proposta de volumetria e o jogo da iluminação, é sem sombra de dúvida muito interessante. O problema é que isso só fica evidente a noite, período em que a biblioteca está fechada, logo, com as luzes apagadas. Além disso, o centrão de Florianópolis , a noite, é praticamente deserto, ninguém passeia pela R. Tenente Silveira, depois das 19hs…O trabalho não apresenta imagens externas do prédio de dia, por isso questiono.De qualquer forma, acho que o ponto mais forte desta proposta é a solução adotada no subsolo, uma grande sacada!
    Parabéns a equipe vencedora! O trabalho é muito bacana, mas na minha opinião existiram muitos equívocos por parte do Juri.

  8. Fica a questão levantada pelo nosso Eng. Consultor: “Será que a resolução da estrutura tem que ser tão seriamente levada em conta?
    A proposta do grupo vencedor bate de frente com aqueles pareceres em que não se permitia (ou não se aconselhava) que fosse utilizada a estrutura existente para sustentação de novos carregamentos. Note que a figura “Vista do 3º Pavimento” mostra que há estantes de livros em todas as extremidades dos balanços em todos os andares, ou seja, foi adicionada uma carga elevadíssima na posição mais desfavorável possível para a estrutura. Além disso, ao criar aquele vazio central foi adicionada uma grelha metálica apoiada apenas nos pilares, o que causa um momento fletor concentrado nos apoios de cada andar, sem que os pilares estejam dimensionados para isso. Se o sistema estrutural é outro, as imagens não mostram e o texto não explica.
    Arriscaríamos a afirmar que a solução estrutural apresentada pelo projeto vencedor não funciona, sem que sejam adicionados outros pilares para sustentação dos balanços ou que a estrutura existente receba um reforço bruta.
    Assim a comissão julgadora passou a batata quente para a administração da biblioteca.”

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s