Resultado do Concurso para Ponte e Passarela em Blumenau

Atualizado em 24.06.2011

O Estudio América, de São Paulo,  foi o vencedor do Concurso Nacional de Arquitetura para a escolha do projeto de Ponte e Passarela em Blumenau, Santa Catarina. O segundo lugar ficou para o Caza Arquitetura, de Blumenau, e o terceiro para o escritório Frentes Arquitetura, de São Paulo.

Projetos Premiados (clique nos links para ver os projetos)

______________________________________________________________________________

Primeiro Lugar – Estudio America

______________________________________________________________________________

Quarto Lugar – Marco Milazzo & Associados

______________________________________________________________________________

Sexto Lugar – Sara Karine Moretti, Oracides Felício Adriano, Francisco Refosco Nunes, Mariana Arruda, Camila de Oliveira e Karina Lopes Marcelino


______________________________________________________________________________

Menção Honrosa – Fernando Simas, Pedro Zacarin, Adriane Ferreira e equipe

______________________________________________________________________________

Os demais projetos premiados serão publicados à medida em que forem disponibilizados pelos seus autores.

______________________________________________________________________________

Informações sobre o concurso

O concurso foi lançado pela prefeitura e pelo Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB-SC) com o objetivo de obter o melhor projeto para as duas obras de Mobilidade Urbana do Programa BID Blumenau.

A nova ponte será mais uma ligação entre o Centro e o Bairro Ponta Aguda, na margem esquerda da cidade. Quanto à passarela, irá ligar o área central comercial e histórica do Centro à Prainha e será exclusiva para pedestres e ciclistas e integrará o Circuito de Caminhada. Atualmente a prefeitura tem um pedido de financiamento para obras no valor R$ R$ 212,4 milhões aprovado no Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). A aprovação ocorreu após a apresentação, ao órgão internacional, do projeto de mobilidade urbana e infraestrutura viária do Blumenau 2050.

O programa foi denominado BID Blumenau. A assinatura do contrato para a liberação dos recursos está prevista para o segundo semestre de 2011 e a conclusão das obras tem previsão de cinco anos.

Fonte: Diário Catarinense – 11/05/2011

______________________________________________________________________________

Processo de Julgamento

A primeira etapa no processo de julgamento foi realizada nos dias 2 e 3 de maio. Os três trabalhos finalistas foram definidos por um Júri Técnico, do qual participaram o arquiteto Alexandre Chan, vencedor do Concurso da Terceira Ponte Lago Sul em Brasília; o arquiteto Mario Biselli, que integra a equipe vencedora do Concurso para a ampliação do Aeroporto Hercílio Luz em Florianópolis; o engenheiro mecânico Adelar Capeletti, o engenheiro civil Ugo Mourão e o arquiteto Jonas Eduardo Franz. “Os Concursos são a forma mais democrática de se eleger uma obra pública que será referência no futuro da cidade”, defende Franz, que é Secretário Adjunto de Planejamento em Blumenau.

No dia 5 de maio, os projetos finalistas foram, então, submetidos à apreciação de um Júri Representativo da sociedade, composto por personalidades ligadas a 19 instituições distintas: Associação Blumenauense pró-Ciclovias, Associação Catarinense de Preservação da Natureza, Associação dos Engenheiros e Arquitetos do Médio Vale do Itajaí, Associação de Micro e Pequenas Empresas de Blumenau, Associação de Imprensa, Comissão dos Direitos dos Deficientes e Patologias do Vale do Itajaí, Fundação Municipal do Meio Ambiente, Fundação Cultural de Blumenau, Secretaria Municipal de Turismo, Secretaria Municipal de Obras, Serviço Autônomo Municipal de Trânsito e Transportes de Blumenau, União Blumenauense das Associações de Moradores, além do CDL, CREA, ACIB, FURB, SDB Blumenau, Sinduscon Blumenau e IAB Blumenau.

 “A presença de um Júri Representativo garante a observação de diferentes parâmetros além dos técnicos, como a funcionalidade, a estética e a relação com o ambiente”, observa o Secretário de Turismo, José Eduardo Bahls de Almeida. “Fiquei muito satisfeito por observar que os projetos finalistas não se preocuparam apenas com o trânsito de veículos, mas também levaram em conta as soluções voltadas para a mobilidade urbana”, completa o vice-presidente da Associação Blumenauense Pró-Ciclovias, Renato Junge.

 “Estas obras serão um legado para as gerações futuras, e fiquei muito satisfeita por ver que os projetos apresentados estão em sintonia com os novos tempos, são propostas modernas que saem do padrão”, elogia a presidente da Fundação Cultural, Marlene Schlindwein. Para Ciro Rafael, que representou a AMPE no Júri Representativo, a modalidade Concurso deveria ser cada vez mais utilizada para a definição de obras públicas. “Um Concurso com a participação de um Júri Representativo permite que a população defina o que quer para o futuro da cidade, se quer uma obra meramente funcional ou com a estética de um monumento. É essencial que a sociedade tenha voz nessa discussão”, defende.

Para a execução da obra, será destinado cerca de R$ 1 milhão em honorários para a equipe vencedora do Concurso. Na ponte serão investidos até R$ 25 milhões e na passarela até R$ 7 milhões. “Estamos muito satisfeitos com a realização de mais este concurso de projetos. Em parceria com o Poder Público, temos a oportunidade de propiciar à sociedade um processo transparente e participativo na escolha dos projetos que vão qualificar alguns dos lugares mais significativos da cidade”, avalia o presidente do IAB-SC, urbanista Edson Cattoni.

Fonte: IAB-SC – 11/05/2011

Veja aqui:

Ata do Júri Técnico

Ata do Júri Representativo

Lista de Identificação – Concurso Ponte Blumenau

________________________________________________________________________


5 respostas em “Resultado do Concurso para Ponte e Passarela em Blumenau

  1. projeto realmente muito bom, é maravilhoso saber que com todos os limitadores que ocorrem no brasil, ainda existem profissionais fantásticos em nossa profissão tão depreciada e injustiçada. concordo plenamente com Bruno, espero que saia do papel. Bom… analisando por outro ângulo, pelo menos os projetos foram julgados e premiados, e o concurso da revitalização da praça dos 3 poderes de Florianópolis, já fez aniversário de 1 ano e não foi julgado ou sequer marcado uma data para o julgamento, nem mesmo um comunicado os profissionais que participaram receberam, esse concurso da praça 3 poderes não foi o IAB quem organizou, foi o governo de santa catarina, bastou ter o dedo do governo pra o papelão acontecer, fraude e coisas que estamos acostumados… brasileiro só falta nascer com nariz vermelho…

  2. Fica meu pedido ao IAB-SC:

    Por favor, façam alguma coisa desta vez para que nossos colegas vencedores do concurso contratem com o poder público para o desenvolvimento deste projeto.

    O IAB-SC tem a fama de organizar concursos e largar o processo após a homologação do resultado. Ao menos no caso do concurso para a Biblioteca Pública de Santa Catarina e para o CRA-SC o IAB de Santa Catarina não moveu um palito para que o processo fosse adiante (vale lembrar que a contratação era assegurada pelo edital).

    O IAB costumava ser um selo de garantia para que os arquitetos participassem dos concursos, mas hoje não é mais assim. Tenham mais critério ao envolver o nome de sua entidade em competições furadas, pois a credibilidade cai cada dia que passa.

    Se não houver contratação, há prejuízo para os escritórios. Nós já entramos neste tipo de competição trabalhando de graça. Praticamente 90% dos participantes da competição saem de mãos abanando, mas nos conformamos com este risco pois sabemos que caso sejamos os vencedores o esforço será recompensado. Acontece que na prática não é assim. Você se esforça por um mês em cima de um projeto não remunerado, e quando finalmente sai vencedor, não é recompensado. Esses prêmios pagos aos primeiros colocados não servem pra pagar o trabalho de ninguém.

    O IAB SÓ DEVERIA SE PROPOR A ORGANIZAR O CONCURSO COM A VERBA DO PROJETO EXECUTIVO EMPENHADA PARA TAL. EM CASO CONTRÁRIO O IAB, EM PARCERIA COM OS PROMOTORES, ESTÁ FAZENDO ESPECULAÇÃO COM A IMAGEM DOS PROJETOS, E DESONRANDO A CLASSE DOS ARQUITETOS.

  3. Uma forte influência do trabalho do Calatrava. Particularmente gosto muito do trabalho do Estúdio América, acredito que eles tenham conseguido evocar o aspecto escultural que a tipologia pede e os aspectos de funcionalidade. Merecido, parabéns

  4. Horror é o que se pode ter ao seu comentário, Eduardo. Era melhor não tê-lo feito. Buscamos fazer críticas construtivas aqui.
    Particularmente achei o projeto vencedor extremamente ousado, dentro das limitações financeiras existentes, claro. O desenho da passarela de pedestre é muito sutil, além da sua dinâmica quanto ao uso. Trabalhar diferentes níveis numa mesma passarela quebra qualquer paradigma, principalmente, da construção no Brasil.
    Parabéns.

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s