Concursos de Arquitetura no Brasil – Retrospectiva 2011


Atualizado em 03 de janeiro de 2012.

Em 2011, de acordo com levantamento do portal concursosdeprojeto.org, foram lançados no Brasil apenas 09 concursos públicos de arquitetura (*): 08 nacionais e 01 internacional .

Em fevereiro foi lançado o Concurso para a Ponte e Passarela em Blumenau, vencido pelo escritório Estudio America, de São Paulo. O concurso, que teve 18 concorrentes, foi organizado pelo IAB-SC e seguiu um modelo de julgamento que tem sido experimentado em Santa Catarina em alguns concursos e que tem sido objeto de debates: a combinação Júri Representativo e Júri Técnico.

Em abril anunciamos o primeiro concurso internacional promovido pelo IAB em parceria com a UIA, para o projeto urbanístico do Parque Olímpico Rio 2016. O concurso teve 59 concorrentes e o projeto vencedor é de autoria do escritório inglês AECOM.

O IAB-RS lançou, também em abril, o Concurso para o Complexo do Sistema Fecomércio‐RS, Sesc e Senac, no Rio Grande do Sul, do qual participaram 34 concorrentes. O projeto vencedor é de autoria do escritório VA Arquitetura. Ainda no mês de abril foi anunciado o Concurso para a Sede do IAB – Tocantins, que teve como vencedor o projeto dos arquitetos Paulo Henrique Paranhos e Éder Alencar.

Em junho, depois de longo período sem realização de concursos de abrangência nacional em Recife (talvez o último tenha sido o da Fábrica Tacaruna, de 2002, que teve resultado contestado e objeto não construído), o IAB-PE lançou o Concurso para o Novo Parque da Tamarineira, promovido pela Prefeitura do Recife. O projeto vencedor é de autoria dos arquitetos Celso Sales, Luciana Raposo, Carmen Cavalcanti e Manuela Maia, escolhido entre 23 concorrentes.

O Concurso RENOVA SP, lançado em junho, foi – na avaliação desta editoria – o destaque do ano, pela relevância do tema, complexidade do objeto, volume de contratos, organização e inovação (destaca-se a inscrição e envio dos trabalhos em meio eletrônico) e transparência ao longo do processo, inclusive na divulgação dos projetos premiados. O concurso foi organizado e promovido pela Prefeitura de São Paulo – Secretaria Municipal de Habitação – SEHAB, com a consultoria da Direção Nacional do IAB. O objetivo do concurso foi a seleção das melhores propostas de Arquitetura e Urbanismo para 22 áreas denominadas “Perímetros de Ação Integrada – PAI”, para a Requalificação Urbana e Habitação de Interesse Social. Definitivamente, trata-se de um dos mais importantes concursos realizados nos últimos anos. Espera-se que os promotores tenham obtido sucesso na contratação das equipes e que as ideias se convertam muito em breve em intervenções concretas para as dezenas de comunidades que serão beneficiadas. Em um contexto em que os investimentos na área de habitação social (Minha Casa, Minha Vida) têm sido criticados pela falta de qualidade de planejamento e de projeto, o RENOVA SP parece ser um bom exemplo de que o concurso pode ser uma boa ferramenta para a obtenção de projetos viáveis e de qualidade, na área da habitação social e da melhoria da infraestrutura urbana em áreas precárias.

Em setembro a Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA), no Rio Grande do Sul, organizou e promoveu o concurso para o seu Campus em Santana do Livramento. O concurso não teve a participação do IAB. O projeto vencedor é de autoria do escritório IDEIA1 Arquitetura, que se destacou entre 19 concorrentes. Ainda em setembro foi lançado o concurso público para a Sede do ISSEM (Instituto de Seguridade dos Servidores Municipais) de Jaraguá do Sul, Santa Catarina.

Finalmente, em novembro, foi lançado o concurso Requalificação de Largos no Pelourinho, em Salvador. A entrega dos projetos segue até março de 2012, quando também será divulgado o resultado. O concurso se destaca por seguir o formato eletrônico de inscrição e envio dos trabalhos, procedimento que infelizmente ainda é uma exceção (dos 09 concursos realizados no ano, apenas 02 em meio eletrônico).

Enfim, mais um ano de poucos concursos e algumas polêmicas em torno dos procedimentos (burocracia e falta de agilidade e transparência), questões de julgamento e inclusive questões éticas, que colocam em discussão a organização institucional do IAB, entidade que organizou 7 dos 8 concursos realizados, seguindo a média histórica.

Sobre as perspectivas para 2012, ainda pairam dúvidas e inquietações sobre qual será o papel do IAB e do CAU na promoção dos concursos de arquitetura: o primeiro tem tradição e experiência, mas esbarra em vícios corporativos, institucionais e no inevitável amadorismo decorrente das limitações estatutárias e da falta de estrutura financeira, apesar do esforço daqueles que se dedicam voluntariamente à instituição. O segundo, recém-criado, carrega o peso das expectativas geradas no processo de articulações políticas e institucionais em prol de sua criação, porém a vantagem de um orçamento milionário (leia o editorial publicado aqui no portal em 31 de dezembro de 2010, intitulado CAU – Concursos de Arquitetura e Urbanismo). Enfim, não se sabe ao certo qual das duas instituições será a responsável por “carregar a bandeira” da regulamentação e promoção dos concursos e como isso será feito. O ideal, imagino, seria unir a experiência da primeira (sem herdar os vícios) e o orçamento, estrutura e autoridade da segunda. O presidente nacional do CAU, arquiteto Haroldo Pinheiro (leia aqui entrevista publicada no portal em junho de 2009), tem ampla experiência (profissional e institucional) e reconhecida atuação em concursos públicos de arquitetura, passo importante para a consolidação do papel da recém-criada instituição na promoção dos concursos e da qualidade da arquitetura pública.

Desejamos a todos, enfim, um Ano Novo de grandes realizações pessoais e profissionais e que o tão celebrado desenvolvimento econômico e social do país traga reflexos para a qualidade da arquitetura pública,em especial no cotidiano das cidades, onde ela é mais necessária: habitação social, escolas, hospitais, bibliotecas… e não apenas nos objetos de exceção, como estádios e museus, e que inspire os gestores públicos na promoção dos concursos de projeto, como instrumentos de cidadania.

Fabiano Sobreira
editor – concursosdeprojeto.org

Veja abaixo a lista de concursos (nacionais e abertos) lançados em 2011 e publicados no portal concursosdeprojeto.org, com links para os anúncios e para os projetos premiados:

_________________________________________________________________________

Concurso Nacional de Arquitetura – Ponte e Passarela em Blumenau

Fevereiro.2011

Organização: IAB-SC

Veja aqui os premiados

_________________________________________________________________________

Concurso Internacional – Parque Olímpico – Rio 2016

Abril.2011

Organização: Instituto de Arquitetos do Brasil – IAB-RJ

Veja aqui os premiados

_________________________________________________________________________

Concurso Público Nacional de Arquitetura e Urbanismo para o Complexo do Sistema Fecomércio‐RS, Sesc e Senac

Abril.2011

Organização: Instituto de Arquitetos do Brasil – IAB-RS

Veja aqui os premiados

_________________________________________________________________________

Concurso de Idéias Edifício Sede IAB/TO

Abril.2011

Organização: IAB-Tocantins

Veja aqui os premiados

_________________________________________________________________________

Concurso Público Nacional de Ideias para o novo Parque da Tamarineira – Recife

Junho.2011

Organização: Prefeitura do Recife

Veja aqui os premiados

_________________________________________________________________________

RENOVA – SP – Concurso Público Nacional de Arquitetura e Urbanismo

Junho.2011

Organização: Prefeitura de São Paulo – Secretaria Municipal de Habitação – SEHAB

Veja aqui os premiados


_________________________________________________________________________

Concurso Público Naci0nal de Arquitetura para a Sede do ISSEM – Jaraguá do Sul – SC

Setembro.2011

_________________________________________________________________________

Concurso de Projeto para Expansão do Campus Santana do Livramento da UNIPAMPA

Setembro.2011

Organização: UNIPAMPA

Veja aqui os premiados

_________________________________________________________________________

Concurso Público Nacional de Ideias – Requalificação de Largos no Pelourinho

Novembro.2011

_________________________________________________________________________

(*) Não estão incluídas as premiações e os concursos de estudantes.

4 respostas em “Concursos de Arquitetura no Brasil – Retrospectiva 2011

  1. Parabéns Fabiano.
    Considero fundamental o movimento em pról dos concursos de arquitetura, só assim poderemos almejar uma arquitetura de qualidade. Nossa cidade do Recife sofre com propostas urbanas ruins, que respondem somente aos interesses das construtoras e promotores imobiliários, alias a prefeitura parece ser a aliada direta destes interesses. Veja só, o Parque do Jiquia esteve protegido por anos embora algumas favelas tenham se localizado nas suas imediações.O Jiquiá é um espaço verde, potencial parque para a cidade. Eis que agora surge uma proposta urbana sob a égide de uma pretensa sustentabilidade proposta por uma construtora e recebe o aval incondicional do prefeito!!
    Convenhamos, se o desejo é desenvolver um bairro sustentável porque não lançar um concurso para tal?
    veja a matéria abaixo para opinar..

    https://mail.google.com/mail/u/0/?shva=1#inbox/1348be454725e25c
    CMonteiro

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s